FacebookTwitterGoogle+Linkedin
Baralho Literário
2
Se você fizer isso, eu vou dar muita risada e vou gostar muito. Vai ficar lindo. Você com essa cara toda séria batendo o pezinho. Mas infelizmente, nesse caso, não poderá doar sangue, pois, infelizmente, existe uma portaria que proíbe gays de doarem sangue. Mas eu sei que você não é, não precisa olhar pra mim bravo desse jeito. Você fica engraçado bravo. Vai lá doar o sangue. Você é sangue bom em todos os sentidos.Clicando aqui, você ouve a crônica para rádio
2
10
Aspirava livrar-me daquele bicho de pelúcia que germinou nas minhas bochechas.
Biologia não me apetece, mas, quando ia num mutilador de penugem, clamava a palavra “mitose” com a voz empostada no mais forte tom.
– Faz minha barba aí, seu Luiz.
– O que é que é, meu fio?
– FAZ MINHA BARBA AÍ, SEU LUIZ!!!
– Aaaaah… entendi.Clicando aqui, você assiste ao vídeo com animação gráfica
10
5
Mas eu preferi andar no centro
O ruído lá de fora não tá aqui dentro
Da minha cabeça, do coração
Dentro de mim fechado, tô na prisão.
Entrei no parque a passos largos
Vendo os patos nadarem nos lagosClicando aqui, você ouve a música
5
Clique sobre o baralho!