FacebookTwitterGoogle+Linkedin
Baralho Literário
10
Uma velhinha deu-me uma bolsada pra expressar o seu desprezo pela gentileza que os seres civilizados costumam ter. Ela assistira à minha conferência e levara ao pé da letra o que eu disse, ignorando integralmente a gama de conceituações acerca de sentidos denotativo e conotativo, sarcasmo e todas as figurações diversas que a cabeça engenhosa que o Criador nos deu é capaz de arquitetar.Clicando aqui, você ouve a crônica
10
Q
Eu assistiria a um agradável filme e, de quebra, coçaria a minha parte íntima, no escurinho, sem passar vergonha em público. Um vexame a menos é igual a um trauma a menos pra minha coleção. Não que eu esteja lá muito preocupado com o que pensam de mim, mas também não preciso chutar o pau da barraca. Preservar-se, de vez em quando, é bom.Clicando aqui, você lê o texto completo
Q
A
Advém de terra longínqua
Meu amor, que um dia se foi
Meu bem, é claro que é, sim, sua
A dor de um “bom dia” e de um “oi”.
Um “bom dia” dado aos bons ventos
“Oi” ecoando aos quatro cantos
Contei, foram mais de seiscentos
Ecos. Lágrimas, outros tantos.Clicando aqui, você assiste ao filme
A
Clique sobre o baralho!